Publicidade

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Amor aos lamentos

Um pouco de poesia nesta quarta-feira.
De Juca Mulato
Lamentação

"Amor?
Receios, desejos,
promessas de paraísos,
depois sonhos, depois risos,
depois beijos!

Depois...
E depois, amada?
Depois dores sem remédio,
depois pranto, depois tédio,
depois... nada!"

Presságios

"Antes de amar eu dizia:
para cortar na raiz
esta constante agonia
preciso amar algum dia,
amando serei feliz".

"Amei... desventura minha!
Quis curar-me e piorei.
O amor só mágoas continha
e aos tormentos que já tinha,
novos tormentos juntei".

Ressurreição

Ser feliz! Ser feliz estava em mim, Senhora...
este sonho que ergui, o poderia por
onde quisesse, longe até da minha dor,
em um lugar qualquer onde a ventura mora;

onde, quando o buscasse, o encontrasse a toda hora,
tivesse-o em minhas mãos... Mas, louco sonhador,
eu coloquei muito alto o meu sonho de amor...
Guardei-o em vosso olhar e me arrependo agora.
O homem foi sempre assim... Em sua ingenuidade
teme levar consigo o próprio sonho, a esmo,
e oculta-o sem saber se depois o achará...

E quando vai buscar sua felicidade,
ele, que poderia encontrá-la em si mesmo,
escondeu-a tão bem que nem sabe onde está!"
...
Esquece calmo e forte. O destino que impera
um recíproco amor às almas todas deu.
Em vez de desejar o olhar que te exaspera,
procura esse outro olhar que te espreita e te espera,
que há, por certo, um olhar que espera pelo teu..."

Lamore e come una farfalla!


2 comentários:

ONG ALERTA disse...

Amar é vida...beijo Lisette.

Rute disse...

Oooi, Lisete!
Qto tempo...
Como é bom te ver aqui...
É verdade... amor é vida... Vivemos qdo amamos alguém, algo.. temos de sentir amor em nossos corações para saber-mo-nos vivos.
Como estas?
Vamos marcar algo.. um café, quem sabe?!
beijos