Publicidade

sexta-feira, 21 de maio de 2010

MULHERES APAIXONADAS - eternamente, entorpecidamente, enlouquecidamente...



Mulheres apaixonadas. Mas pode-se falar em mulheres não apaixonadas? Alguém conhece alguma mulher que não esteja apaixonada? E veja bem, quando digo apaixonada, não estou me referindo a estar apaixonada por um homem ou por uma única coisa. É obvio que não! Quando uma mulher estará apaixonada apenas pelo seu lindo namorado ou marido? Ela está só? Se ilude quem pensa que uma mulher sozinha não esteja apaixonada. Elas sempre se apaixonam e por várias coisas. Ah! Estas mulheres! Sempre fazendo da vida delas um turbilhão de paixões.

Procure e me diga, caso você encontrar, uma única mulher que esteja apaixonada apenas pelo seu jardinzinho, ou então, pelo seu sofá, ou por uma saborosíssima comida italiana, ou pelo seu cachorrinho de estimação, maravilhoso, fofinho, o melhor do mundo! Descobriu que esta mulher não existe, não é?


Estas maravilhosas mulheres estarão apaixonadas pelo seu cabelo (ou não, pois como é fácil ver defeitos em seus cabelos...), pelo seu filho ou filha (que sempre serão os  melhores do mundo, mesmo que nunca digam ou externem isto, afinal...a amiga poderia se ofender!); poderão estar apaixonadas pelo belo arranjo de flores que prepararam para colocar sobre a mesa de jantar, ou pelo seu carro, pelo seu trabalho... E o que dizer de um pôr-do-sol? E de um amanhecer na praia, vendo os primeiros raios de sol surgindo? Atire a primeira pedra a mulher que nunca se apaixonou por isso, um dia.

Sim, um dia, porque as paixões tem seu tempo de validade. Para umas o tempo é infinito e para outras, ... bem dura o tempo suficiente até que veja na próxima loja um outro vestido que a inebrie. Para uns a paixão dura anos. Vi num jornal, estes dias, um casal que completava 75 anos de casado. Vocês vão dizer "mas isto não é paixão!" . Quem disse que não é? É paixão pela vida, pelo bem estar, pelo bem amado que está ao lado dia-após-dia.

Eu tenho várias paixões!

Amo de paixão meus filhos. Sou a perfeita mãe italiana. Mas amo somente eles? Claro que não! Sou apaixonada pelo nosso cachorro, o Guga. Ele é especial na forma como nos recebe, como nos entende, como nos acompanha no dia-a-dia.

E o que dizer dos alunos? Estes são meu incentivo para continuar cada vez mais apaixonada pela minha profissão: professora.
E falando nisso, lembrei-me de outra paixão diretamente relacionada: a Educação a Distância.

Ah! E o meu jardimzinho particular, e os plátanos da casa onde nasci, os parreirais, ora verdes, ora alaranjados ...

Agora eu confesso: tenho uma paixão especial que é o espumante (pelos franceses denominado champagne), de preferência uma asti, com morangos. Esta é a minha paixão que será eterna. Vocês já experimentaram? Não? Então está na hora de uma nova paixão nestas vidas. Provem!


(By Rute - 2007)

2 comentários:

gloria leite disse...

Olá
Adorei o tema, na verdade a mulher que n. esteja apaixonada n. vive.
Por um homem n. é exclusivo.
Por um projecto, um ideal, um trabalho, seja o que for é o ar essencial na vida de uma mulher!
Se ela disser q. não e só pensar que estar apaixonada pelo parceiro...está incubada e ainda não descobriu a outra parte de si mesma, o que é de dar pena.
Um beijão
Formiguinha laboriosa
MG

Rute disse...

Oi, glória! Adorei teu comentário. Obrigada!
Tb penso assim.. ou a mulher está apaixonada por algo, além de um parceiro(a), ou está fadada a viver por viver, sem ser vida vivida intensamente, sem sabor e sem amor próprio, inclusive.
Volte sempre!
Obrigadão, de novo!
beijo
Rute